Ad Code

'Voa Brasil’, programa do Governo para baratear passagens, deve ser lançado até o fim de outubro

 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil



"Voa Brasil" — programa do Governo que promete passagens aéreas de R$ 200 — será lançado até o fim outubro deste ano. Nesta quarta-feira (27), Celso Sabino, ministro do Turismo, revelou a informação em entrevista à rádio BandNews FM.

O "Voa Brasil" foi criado, originalmente, para estimular viagens aéreas de aposentados e pensionistas com bilhetes na casa dos R$ 200.

Segundo o ministro, o programa mudará de nome, sendo "Conheça o Brasil" com diferentes nichos de público. 

QUEM TERÁ DIREITO?

  • "Conheça o Brasil: trabalhador" — com passagens aéreas a preços populares a trabalhadores em período de férias.
  • "Conheça o Brasil: melhor idade" — com passagens baratas para aposentados e pensionistas.
  • "Conheça o Brasil: cívico" — que tem como público-alvo os estudantes secundaristas e universitários, além de professores.

O ministro declarou, na entrevista, que as novidades serão anunciadas em breve: "antes do final do mês de outubro", definiu. 

PÚBLICO DO PROGRAMA

Inicialmente, quando revelado em março deste ano pelo Governo, o programa iria atender aposentados e pensionistas do INSS, trabalhadores e funcionários públicos (municipais, estaduais e federais) com salário de até R$ 6.800 e estudantes contemplados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O programa também deve ser ampliado para estudantes de baixa renda, caso dos universitários beneficiários do Programa Universidade para Todos (ProUni). Segundo o ministro, outra possibilidade em análise é a criação de uma versão internacional do programa, mirando o mesmo público estudantil da ampliação.

Um dos pontos para participar do programa é que os viajantes não tenham feito outros voos domésticos nos 12 meses anteriores.

COMO FUNCIONARÁ A VENDA DE PASSAGENS?

Conforme o Ministério informou em março deste ano, a intenção é vender os bilhetes mais baratos fora da alta temporada, em dois períodos: de fevereiro a junho e de agosto a novembro, quando tradicionalmente ocorre uma ociosidade média de 21% nos voos domésticos. 

Os participantes poderão comprar até duas passagens por ano, com direito a um acompanhante em cada trecho. Os bilhetes deverão ser pagos em até 12 vezes com juros, no valor de até R$ 72 por prestação.


Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement