Ad Code

Homem deixa cachorro preso sem cuidados, sem alimentos e ferido; multa é de R$3 mil

 

Divulgação/Polícia Militar Ambiental



A Polícia Militar Ambiental autuou um homem em Presidente Prudente, interior de São Paulo, por negligenciar um cão sob sua responsabilidade, deixando-o sem água, comida e com ferimentos pelo corpo. O tutor admitiu ter se arrependido de ter adotado o animal e ter alegado que o deixava preso por seu comportamento agressivo.

Após receber uma denúncia anônima, os agentes visitaram a casa do homem no Jardim Aeroporto no sábado (28/10) e confirmaram as condições precárias em que o cão se encontrava. O animal estava preso, sem abrigo, água ou comida, e apresentava sinais de magreza extrema, além de ferimentos.

Segundo o Metrópoles, o tutor, um homem de 48 anos, informou aos policiais que havia adotado o cão recentemente e que optou por mantê-lo preso devido ao seu comportamento agressivo, justificando que ele atacava outros animais. Não demonstrou qualquer ligação afetiva com o animal e admitiu seu arrependimento em tê-lo adotado.

Devido à evidência de maus-tratos contra o animal doméstico, o homem recebeu uma multa de R$ 3 mil e enfrentará acusações criminais. O cão foi encaminhado ao Projeto Latido, em Presidente Prudente, para receber cuidados adequados.


Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement