Ad Code

Recent Posts

Após a morte de presidenciável, candidata à Assembleia Nacional do Equador é baleada em ataque

Foto: Galo PAGUAY / AFP



Um dia após o assassinato do candidato à presidência do Equador, Fernando Villavicencio, um ataque armado nesta quinta-feira (10) vitimou Estefany Puente, candidata à Assembleia Nacional do país. A informação foi divulgada pelo jornal local El Universo.

Ela estava no El Club de Leones, organização que presta serviços sociais na cidade de Quevedo, quando dois homens interceptaram o carro em que estava e atiraram. No veículo, também estavam o pai dela e um funcionário.

Segundo o jornal, os tiros atingiram de raspão o braço da candidata e os atiradores fugiram em seguida. O pára-brisa do carro de Puente ficou destruído.

As imagens que circulam nas redes sociais mostram o para-brisa do veículo destruído pelos disparos e vidros quebrados.

A candidata faz parte da chapa Claro Que Se Puede, do candidato Yaku Pérez. A Polícia investiga o fato e também revisou as câmeras de segurança do local. Até a manhã desta sexta-feira (11), ninguém havia sido preso.

MORTE DE CANDIDATO À PRESIDÊNCIA

Um dia antes do atentado contra Puente, Fernando Villavicencio, de 59 anos, foi morto a tiros quando saia de um comício em uma escola na cidade de Quito, na quarta-feira (9).

Outras nove pessoas ficaram feridas na ocasião, entre elas um candidato a deputado e dois policiais, segundo a Procuradoria Geral.

O candidato dos movimentos de centro Construye e Gente Buena já havia denunciado ameaças a si próprio e à sua equipe de campanha na semana passada. Seis suspeitos pelo assassinato de Villavicencio foram presos e outro morreu em decorrência de uma troca de tiros com a polícia antes de dua captura.

Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários

Comments

Ad Code

Responsive Advertisement