Ad Code

Número de mortes causadas por passagem de ciclone no Sul sobe para 40

 

Foto: reprodução




Subiu para 40 o número de mortos no Sul do Brasil após a passagem de um ciclone extratropical pela região. Balanço divulgado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul aponta que 39 pessoas morreram no estado até a manhã desta quinta-feira (7/9). A 40ª morte foi registrada em Santa Catarina.

De acordo com a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, nove pessoas ainda estão desaparecidas — todas no município de Muçum. A cidade também é a que mais registrou óbitos: foram 14, no total. Em segundo lugar, está o município de Roca Sales, com nove mortes.

Ao todo, 79 cidades foram afetadas. As forças de segurança gaúchas resgataram, até o momento, 2.275 pessoas, mas 2.504 permanecem desabrigadas, e outras 3.575 estão desalojadas.


Veja a lista de óbitos por município no Rio Grande do Sul:

  • Passo Fundo: 1
  • Mato Castelhano: 1
  • Ibiraiaras: 2
  • Lajeado: 3
  • Estrela: 2
  • Encantado: 1
  • Muçum: 14
  • Roca Sales: 9
  • Imigrante: 1
  • Santa Tereza: 1
  • Cruzeiro do Sul: 4

Calamidade pública

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB-RS), decretou, nessa quarta, estado de calamidade pública no estado, dois dias após o ciclone extratropical na Região Sul deixar rastros de estragos.

“Estamos mobilizados para resgatar as vítimas e reconstruir tudo que foi destruído pela tempestade”, disse Eduardo Leite. A informação foi divulgada durante coletiva. Há, inclusive, previsão de chuvas intensas na Região Sul, por conta do ciclone.




Fonte: Metrópoles 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement