Ad Code

Corpo encontrado na Uece é de menino de 9 anos que estava desaparecido

 

Foto: Reprodução /  Fabiane de Paula



A Universidade Estadual do Ceará (UECE) confirmou, por meio de nota de pesar publicada em seu site, que o corpo do menino encontrado por mergulhadores do Corpo de Bombeiros, na manhã desta quinta-feira (7), é de Heitor Viana Kobayashi Silva. A criança de 9 anos se perdeu na universidade na quarta-feira (6) e estava desaparecida desde então. 

"É com profunda tristeza e imenso pesar que a Universidade Estadual do Ceará lamenta o falecimento do menino Heitor Viana Kobayashi Silva, de 9 anos, filho de Lidiane Kobayashi, estudante do curso de Terapia Ocupacional", disse a instituição.

"A Reitoria da Uece declara luto oficial de três dias e informa que está prestando todo o apoio necessário à família, com a qual se solidariza neste difícil momento de dor". 

O corpo de Heitor foi encontrado sem marcas aparentes de violência. Pessoas que ajudaram nas buscas pela criança estavam na universidade, na manhã desta quinta-feira, bastante emocionadas, chorando.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirmou que somente após laudo da Perícia Forense (Pefoce) será possível determinar o que causou a morte da criança encontrada.

Por volta de 11h30, viaturas da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram vistas entrando no campus da Uece no Itaperi.

Diário do Nordeste apurou que Heitor é filho de uma estudante do curso de Terapia Ocupacional. Ela teria chegado à universidade com o garoto, que é autista não verbal, e o deixado no carro com uma tia e outra criança. No entanto, sem que ninguém percebesse, Heitor teria aberto a janela do veículo e saltado para fora.

O sumiço do menino foi percebido pela mãe ao voltar para o carro. A tia dele não soube explicar o que houve.

MENINO DESAPARECIDO

As buscas por Heitor começaram a ser feitas pelo Corpo de Bombeiros, com apoio de helicóptero, cães farejadores e patrulhas da Polícia Militar ainda na quarta-feira.

No entanto, na madrugada desta quinta, por volta de 1 hora, os trabalhos foram suspensos temporariamente porque não foram encontradas pistas sobre o paradeiro de Heitor. Familiares da criança e servidores da Uece auxiliaram os agentes de segurança procurando o menino em salas e departamentos do campus.

O perfil Desaparecidos DHPP, da Polícia Civil, compartilhou a imagem de Heitor na quarta-feira e, desde então, o sumiço do garoto repercutiu nas redes sociais, com pessoas se movimentando para ajudar a encontrá-lo.

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement