Ad Code

Seis internos ficam feridos após tentativas de fuga e amotinamento na Unidade Prisional de Sobral

Foto: Mateus Ferreira

A Unidade Prisional Regional de Sobral registrou tentativas de fuga e amotinamento na manhã deste sábado (28), que terminaram com seis internos feridos. Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária Ressocialização (SAP), quatro detentos tentaram fugir e foram impedidos pela polícia penal do presídio.

Após a recaptura, os detentos teriam organizado tentativa de amotinamento e agredido os policiais plantonistas com pedras. A situação precisou ser contida com “uso progressivo da força” por equipes do Grupo de Operações Regionais da Polícia Penal (GORE) e o Grupo de Apoio Penitenciário (GAP), segundo a SAP.
Seis internos tiveram ferimentos leves, foram medicados e passaram por exame de corpo de segundo, conforme a pasta. Os detentos envolvidos na ocorrência foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil de Sobral.

Familiares dos detentos se reuniram na frente do presídio a procura de informações. A mãe de um interno afirmou à TV Verdes Mares que eles presenciaram ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) entrando e saindo da unidade prisional. 
A SAP não informou a presença da Pefoce ou algum óbito no local.

"A Secretaria da Administração Penitenciária e Ressocialização informa que a polícia penal da Unidade Prisional de Sobral impediu a tentativa de fuga de 4 presos. Logo em seguida da ação policial, os internos organizaram uma tentativa de amotinamento que foi contida pelos policiais penais plantonistas, o Grupo de Operações Regionais da Polícia Penal (GORE) e o Grupo de Apoio Penitenciário (GAP). Na ocasião, os internos agrediram os policiais com pedras, o que exigiu o uso progressivo da força. 6 presos tiveram ferimentos leves. Todos foram medicados e passaram por exame de corpo delito. Por fim, a SAP comunica que todos os internos envolvidos foram encaminhados à delegacia da Polícia Civil onde respondem pelos atos criminosos."


Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement