Ad Code

Morre Indi Gregory, bebê britânica que teve aparelhos desligados após pais perderem batalha judicial

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Morreu nesta segunda-feira (13), nos braços de sua mãe, a bebê britânica Indi Gregory, de oito meses, que sofria de uma doença mitocondrial considerada rara e incurável. A notícia foi dada pelo pai da criança, Dean Gregory, que criticou a Justiça por ter negado à pequena a possibilidade de viver com a ajuda de aparelhos.

"A vida de Indi terminou à 1h45 da manhã [horário local]. Claire [Staniforth, sua mãe] e eu estamos com raiva, envergonhados e com o coração partido", disse Dean em comunicado enviado ao The Mirror. "O Serviço Nacional de Saúde britânico [NHS] e os tribunais não só tiraram a oportunidade dela viver mais, como também tiraram a dignidade de morrer na casa da família a que pertencia", continuou.

A bebê havia conseguido cidadania italiana e aguardava ser transferida para um outro hospital, para continuar o tratamento, mas juízes ingleses não acataram o pedido dos pais. No X, antigo Twitter, a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, havia dito que faria "o que pudesse" para defender a vida de Indi. Nesta segunda, ela lamentou a perda da criança. "Fizemos tudo o que podíamos. Tudo o que era possível. Infelizmente, não foi o suficiente. 'Boa viagem', Indi", escreveu.

CUIDADOS PALIATIVOS

Indi havia sido transferida para uma unidade de cuidados paliativos no último sábado (11). No local, o aparelho que dava suporte à vida da criança foi removido e ela passou a receber ventilação invasiva


Fonte: Diário do Nordeste 




Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement