Ad Code

Preso por estupro, padrasto contava dos abusos contra enteada em bares

Foto: Divulgação/ policia civil


Na última sexta-feira (10/11), após uma denúncia do Conselho Tutelar, um homem de 61 anos foi preso suspeito de estupro da enteada, de 12 anos. Conforme informação do Metrópoles o caso em Anápolis, a 55 km da capital goiana. De acordo com a Polícia Civil de Goiás, o padrasto se gabava dos abusos sexuais cometidos contra a garota nos bares que frequentava.

A mãe da vítima, de 33 anos, também foi detida por ocultar os crimes. A adolescente foi estuprada na frente de sua mãe em outra ocasião. No entanto, o casal, cuja identidade não foi divulgada, negou as acusações.

Conforme o Conselho Tutelar, a menina foi encontrada sozinha por vários dias, em condição de abandono, depois de uma viagem de trabalho feita pelo casal.

A mãe assistia aos abusos sexuais da filha sentada na cama onde os crimes aconteciam, segundo delegada responsável pela investigação, Aline Lopes.

“Ouvimos uma testemunha que contou que o padrasto ia em bares da região e se gabava que criava a menina para fazer sexo com ela e que ele não aceitava outro homem em casa”, afirmou a investigadora.

A vítima relatou que era estuprada pelo padrasto há cerca de três, desde que tinha entre 8 e 9 anos e não queria mais voltar para casa.

O casal tentou fugir no dia da prisão pelo quintal de casa e se esconderam em uma área de mata, mas depois foram pegos.

Além do testemunho da vítima, foram feitos exames que confirmaram o estupro. A mãe e o padrasto devem responder pelo crime de estupro de vulnerável, ele pela prática e ela por omitir o crime no papel em que devia proteger a filha dos abusos.


Fonte: A Voz de Santa Quiteria

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement