Ad Code

Anatel apreendeu 1,4 milhão de TV Boxes piratas em 2023 e bloqueou sites

 

Foto: Ministério da Justiça



A apreensão inclui apenas os modelos de TV Box que não têm autorização da Anatel para a venda no Brasil.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) já aprendeu mais de 1,4 milhão de TV Box piratas desde o início de 2023, durante fiscalizações que reforçam o combate à prática conhecida como “gatonet”. O número foi revelado pelo vice-presidente do órgão, Moisés Moreira.

De acordo com o conselheiro, que divulgou detalhes a respeito das ações de combate à pirataria em um congresso da SET Expo 2023, a agência realizou 22 operações contra o streaming pirata até o momento. Elas resultaram no bloqueio de 743 endereços de IP e 54 domínios que disponibilizavam conteúdos online ilegalmente.

Em uma das operações, que aconteceu no dia 20 de abril, 500 mil acessos clandestinos foram derrubados, segundo Moreira. Ele destacou também a ação ocorrida em 28 de junho, contando com a participação de 184 prestadoras que se uniram para impedir a transmissão de TV por assinatura de forma pirateada.

Além de fornecerem serviços ilegais, as caixinhas não homologadas colocam o usuário em risco, como explicou o representante da Anatel, pois são operadas à distância, facilitando a ocorrência de ataques cibernéticos e o roubo de dados. As unidades de TV Box apreendidas somam um valor estimado de R$ 400,8 milhões.

Nas próximas semanas, as ações de combate à pirataria da Anatel devem ganhar o reforço de um laboratório que está sendo montado na sede da agência, em Brasília (DF). A unidade será utilizada para realizar exames mais detalhados nos dispositivos, que podem cobrar pelo acesso aos streamings piratas ou oferecer os conteúdos gratuitamente.

Desenvolvido em parceria com a Agência Brasileira de TV por Assinatura (ABTA), o laboratório permitirá demonstrar como os decodificadores clandestinos colocam a segurança das redes e dos usuários em risco. Segundo Moreira, a inauguração está prevista para acontecer ainda neste mês de agosto.

“É uma evolução gradual, um trabalho longo e constante, perene. Esse trabalho tem que ser contínuo, porque nós não vamos acabar com a pirataria. Nós vamos tentar diminuir de uma forma mais impactante e tenho certeza de que os resultados iniciais que estamos obtendo já mostram que temos segurança de que estamos no caminho certo”, declarou o conselheiro.

Fonte: Tecmundo

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement