Ad Code

Deputado Amauri Ribeiro é alvo de operação da PF suspeito de envolvimento nos atos antidemocráticos

Fonto: Denise Xavier/Câmara





Amauri Ribeiro (União Brasil), deputado de Goiás, virou alvo de uma operação da Polícia Federal, nesta terça-feira (29), por suspeita de envolvimento nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro, em Brasília. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nas residências do político em Goiânia e Piracanjuba.

O advogado do parlamentar, Demóstenes Torres, afirmou que o celular dele foi apreendido durante a ação. "A defesa pedirá acesso aos autos que originaram a medida cautelar de busca e apreensão", disse.

Em junho deste ano, o deputado confessou ter ajudado os participantes com mantimentos e dado dinheiro para os acampamentos antidemocráticos que foram montados em frente a quartéis de Brasília como forma de questionar o processo eleitoral em 2022. Ele também teria acampado no local nos ataques.

"Eu ajudei a bancar quem estava lá [...]. Eu ajudei, levei comida, levei água, dei dinheiro", admitiu. "Mandem me prender, eu sou um bandido, um terrorista, um canalha, na visão de vocês", completou, à época.

Segundo Amauri Ribeiro, em um termo de esclarecimento, o assunto foi debatido com outros deputados. Para ele, os golpistas que estavam acampados na porta do quartel em Goiânia "não eram bandidos".

"Por questões humanitárias levei água e alimentos para os mais carentes que lá estavam", disse.




Fonte: Diário do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement