Ad Code

Policiais e indígenas entram em confronto após decisão de fechar barragem em José Boiteux (SC)

Foto: Reprodução



O governo de Santa Catarina decidiu fechar, na noite de sábado (7), duas comportas da Barragem Norte de José Boiteux, a maior de contenção de cheias do estado, localizada em território indígena no Vale do Itajaí. De acordo com o G1, a polícia e alguns integrantes do povo Xokleng entraram em confronto por causa da decisão na manhã deste domingo (8).

O estado sofre com consequência das chuvas e está com 120 dos 295 municípios sob efeitos dos temporais, dos quais 54 cidades decretaram situação de emergência.

Imagens do conflito mostram agentes disparando bombas de gás lacrimogêneo contra manifestantes, assim como indígenas atacando uma viatura da Defesa Civil de Santa Cataria.Houve queima de pneus e barricadas para tentar impedir o acesso à estrutura.

O governador Jorginho Mello, no início da tarde deste domingo, informou nas redes sociais que a operação de fechamento das duas comportas da barragem havia sido concluída.


MINISTÉRIO LAMENTA VIOLÊNCIA CONTRA INDÍGENAS

Em nota, o Ministério dos Povos Indígenas (MPI) se manifestou sobre as ações em José Boiteux. O MPI lamenta a violência e afirma que mobilizou a Polícia Federal e a Fundação Nacional do Índio (Funai) para garantir a segurança da comunidade.

O órgão ressaltou, ainda, que há uma decisão judicial para o fechamento da barragem, inclusive em acordo com lideranças Xokleng, mas não houve o cumprimento da contrapartida por parte do governo do estado. A nota também informa que representantes do ministério e da Advocacia Geral da União (AGU) estão se deslocando para acompanhar de perto os desdobramentos.


Fonte: Diario do Nordeste 

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement