Ad Code

Desembargador Teodoro Silva cearense é escolhido por Lula, e será ministro do Superior Tribunal de Justiça

 

Foto: Divulgação


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva escolheu os dois novos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) oriundos dos tribunais estaduais. O desembargador cearense Teodoro Silva Santos, do Tribunal de Justiça do Ceará, é o novo ministro da corte superior. O segundo indicado pelo presidente é o desembargador de Minas Gerais, José Afrânio Villela. 

No mundo jurídico e político do Ceará e de Brasília, houve uma forte mobilização em favor do desembargador cearense por ser o único nordestino e e negro na lista de quatro nomes escolhidos pelos ministros do STJ para que o presidente fizesse duas indicações.

O ministro da Educação, Camilo Santana, o governador do Ceará, Elmano de Freitas, estão entre as lideranças que defenderam o nome de Teodoro para o posto. Os senadores Jacques Wagner e Davi Alcolumbre também fizeram defesa do nome do cearense.

A confirmação deverá sair nas próximas horas no Diário Oficial da União. Os dois nomes passarão por uma sabatina no Senado e depois do aval do Congresso Nacional, eles serão nomeados ministros do STJ.


Elmano comemora indicação


Em sua live semanal, no fim da manhã desta quarta-feira (6), o governador Elmano de Freitas comentou a indicação:

Queria dizer a vocês que nós tivemos o orgulho, a honra de que o Ceará terá, integrando o Superior Tribunal de Justiça, um cearense. Quero parabenizar o desembargador Teodoro pela indicação e escolha pelo presidente Lula para ele ser o mais novo ministro do Superior Tribunal de Justiça. O Estado do Ceará já teve quatro ministros do STJ. Hoje tem um que é o nosso ministro Raul Araújo. (...) Parabéns, uma história muito dedicada a magistratura e eu quero parabenizar o desembargador Teodoro Silva, que muito honrará o Ceará nessa importante Corte do Poder Judiciário brasileiro."

Disputa pela vaga da advocacia


Na última semana, o presidente Lula já havia indicado um outro nome para compor o STJ. Na lista tríplice encaminhada pela Corte, o presidente da República escolheu a advogada Daniela Teixeira.

Nessa lista, outro cearense estava na concorrência, o advogado Otávio Rodrigues Júnior. Lula, entretanto, escolheu a única mulher na lista.




Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement