Ad Code

Leonardo Chaves Marido de contadora Kaiane Bezerra morta em Aquiraz, foi preso ao sair da casa da sogra; Veja video

 

Foto: Arquivo pessoal



Leonardo Chaves, suspeito de encomendar o assassinato da esposa, a contadora Kaiane Bezerra Lima Chaves, 35, em Aquiraz, em agosto, foi preso na noite dessa terça-feira (5), ao sair da casa da sogra. A captura ocorreu horas após o juiz Caio Lima Barroso, do 4º Núcleo Regional de Custódia e Inquérito, de Caucaia, pedir a prisão preventiva dele.


Diário do Nordeste apurou que Leonardo teria cometido o crime motivado pelo desejo de obter um seguro de vida, no nome da esposa, no valor de R$ 90 mil, para pagar dívidas. Além disso, conforme investigação policial, o suspeito pretendia viajar para fora do País nos próximos dias.

O que aconteceu?

Kaianne foi morta na noite do último dia 26 de agosto, com uma paulada na cabeça, dentro da própria casa, em Aquiraz. Dois suspeitos foram capturados por suspeita de participação no crime, que, a priori, era tratado pela Polícia como um latrocínio — roubo seguido de morte.

Leonardo já tinha deixado separados uma corda - para os "assaltantes" o amarrarem - e um pedaço de pau - para matarem a própria esposa. E ainda pediu para os comparsas o agredirem, para fortalecer a versão do latrocínio.

No entanto, a investigação teve uma reviravolta após os policiais acessarem imagens de câmeras de segurança do estacionamento de um shopping, em Aquiraz, que mostraram Leonardo conversando com o motorista de aplicativo Adriano Andrade Ribeiro e um adolescente — que foram detidos, depois, pelo suposto latrocínio.

Foto: Reprodução


A conversa entre Leonardo e os possíveis comparsas aconteceu por volta de 20h35, poucos minutos antes da morte de Kaianne. No momento do crime, Leonardo estava do lado de fora da casa, regando plantas, com o portão aberto, quando a dupla chegou e o teria feito de "refém". Ele foi imobilizado e trancado em um quarto dos fundos do imóvel por Adriano, enquanto o adolescente seguiu para o quarto do casal e deu um golpe fatal na nuca da vítima.

Os detalhes do caso foram divulgados pela Polícia Civil nesta quarta (6), em coletiva para a imprensa.

'Montou cenário de crime' e planejou ser vítima, diz delegado

Simulação de assalto

Conforme as investigações, após deixar o estabelecimento, Leonardo foi para casa e iniciou a simulação do assalto que levou a morte da esposa.


O companheiro da vítima disse à polícia que a residência havia sido invadida pelos dois homens armados. Eles amarraram o marido e a mulher em cômodos diferentes.


No entanto, após avanço da investigação, a Polícia Civil descobriu que o assalto foi uma armação para encobrir o assassinato planejado pelo marido. Ele inclusive pediu que os assaltantes o agredissem para reforçar o álibi de que o casal havia sido vítima de assalto e agressões.


Kaianne Bezerra morreu com o golpe de um objeto contundente no pescoço, aos 35 anos.




Fonte: Diário do Nordeste

Postar um comentário

0 Comentários

Ad Code

Responsive Advertisement